Caminhadas parte I – Serra da Arrábida

Fiz uma caminhada pela Serra da Arrábida este domingo. Foi a minha segunda vez, fiz uma há alguns anos, em Sintra. Como já passaram tantos anos, esta é a minha primeira vez à séria.

E à séria porque espero repetir, mensalmente, esta experiência.

Incrível: o contacto com a natureza, as paisagens que se avistam, os arranhões dos arbustos, o pó das pedras,  o medo das vertingens, o chegar ao topo, olhar para trás e pensar: “como é que cheguei até aqui?”.

Fez-me bem a vários níveis, mas acho que continuando a participar, vai ajudar-me a pensar mais vezes no “como é que cheguei até aqui?”. E esta é uma daquelas máximas que levarei para o dia-a-dia: fazer, não pensar muito e, no fim, lembrar-me saudavelmente que cheguei até “aqui”, mesmo quando pensava ser difícil.

Esta caminhada, de sete horas pela Serra da Arrábida,  foi organizada pela We Go Adventures. Têm imensas caminhadas, em Portugal e no estrangeiro, basta estar atento à página de Facebook.

Nota: isto é tão bom, que no fim ainda houve prova de vinhos e passeio por uma das mais prestigiantes casas produtoras de vinho desta região, a José Maria da Fonseca.

Vale muito a pena fazer parte do grupo – divertido e tranquilo -, e descobrir Portugal fora 🙂 Depois, espero arriscar nas caminhadas além-fronteiras, quando acontecer a primeira venho aqui explicar-vos o “como é que cheguei até aqui?”, desse momento.

 

Fotografias de Octávio Pinto

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *